A Organização Mundial de Empresas

Comissão Bancária da ICC lança grupo de trabalho sobre a digitalização do Trade Finance

images/noticias/DigitalizacaoTF_400_170.jpg

A Comissão Bancária da Câmara de Comércio Internacional (ICC) criou um grupo de trabalho para coordenar todo o trabalho relativo à digitalização do trade finance. O grupo pretende ajudar a indústria de trade finance a acelerar o seu progresso para a digitalização.

A indústria do trade finance está em transformação – de processos manuais complexos e morosos que envolvem instrumentos de papel, como as Cartas de Crédito, para um futuro automatizado e digital.

Em linha com a sua estratégia 2020, a Comissão Bancária da ICC lançou o Grupo de Trabalho de Digitalização do Trade Finance. Este grupo vai identificar estratégias para ultrapassar as limitações da digitalização do trade finance – tais como a maior confiança em documentos em papel, falta de reconhecimento do estatuto legal de documentos eletrónicos, incerteza sobre padrões e uma falta geral de estruturas reguladoras e legais claras.

O grupo de trabalho será presidido por Michael Vrontamitis, Presidente Global para o Comércio, Departamento de Gestão de Produtos e Transações Bancárias, no Standard Chartered Bank, com Alexander Goulandris, CEO e co-fundador do essDOC, como Vice-Presidente. O grupo será coordenado por David Bischof – Senior Policy Manager da Comissão Bancária – que irá supervisionar o dia-a-dia deste grupo. Este grupo será ainda o ponto de referência para contacto com entidades externas relevantes, tais como a Associação Internacional de Transações Bancárias (BAFT), a Organização Mundial do Comércio (OMC) e a Organização Mundial das Alfândegas (OMA).

A digitalização da indústria do trade finance já está a acontecer”, disse Michael Vrontamitis, Presidente do Grupo de Trabalho de Digitalização do Trade Finance.

Para poder ajudar a indústria a alcançar o ponto de massa crítica, onde os benefícios são totalmente compreendidos, temos de desenvolver uma estrutura e criar um ecossistema para possibilitar a ligação e colaboração entre os stakeholders, promovendo uma adoção mais rápida e abrangente”.

A prioridade da atividade do grupo será o apoio à indústria de trade finance apresentando os benefícios da digitalização – incluindo a transparência, poupança de tempo e custos, redução de erros e risco operacional e de compliance.

As principais atividades deste grupo são:

1. Compatibilidade eletrónica das regras ICC para o Trade Finance

O grupo vai avaliar as regras ICC, tais como as Regras e Usos Uniformes da ICC para os Créditos Documentários (UCP), para avaliar a “e-compatibilidade” e garantir que são “e-compatíveis”. Isto irá permitir aos bancos aceitar dados ao invés de documentos.

2. Padrões

Para remover a incerteza à indústria e acelerar a adoção da digitalização, o grupo vai desenvolver um conjunto mínimo de padrões para assegurar a conetividade digital dos fornecedores digitais – em especial em áreas como direito, responsabilidade, segurança da informação e tecnologia.

3. Estatuto jurídico

O grupo vai analisar as questões jurídicas e práticas relacionadas com a validade e o valor dos dados e documentos em formato digital. Vai conduzir, por exemplo, um questionário para entender como se comparam os direitos de partes terceiras e o Conhecimento de Embarque eletrónico (eB/Ls).

Olivier Paul, da Comissão Bancária da ICC, afirmou: “A prioridade do grupo é simples – melhorar a perceção da digitalização e encorajar os bancos e outros atores empresariais a participar na transformação da indústria. A digitalização pode trazer melhorias operacionais significativas – trabalhar os benefícios de capital e a redução de tempo e custos das transações de trade finance – com benefícios económicos mais amplos. Contudo, a e-compatibilidade e padrões mínimos são essenciais, tal como a certeza legal. Este grupo terá por isso um papel central na criação de um futuro digital para o trade finance

Saiba mais sobre a Comissão Bancária.

Conheça as publicações da ICC na área do Trade Finance.

Consulte o Press-Release.

Os nossos Membros