A Organização Mundial de Empresas

A ICC alerta que será necessária uma grande intervenção para a recuperação do comércio

images/icc-major-interventions-needed-to-backstop-trade-recovery-warns-icc.jpg

A ICC alertou que será necessário intervenções proativas do governo para garantir que o mercado possa impulsionar uma recuperação económica após a crise de COVID-19.

  • A ICC estima que um possível crédito comercial de US $ 5 triliões será necessário para permitir uma rápida recuperação da crise de COVID-19.
  • Órgãos empresariais alertam que lacunas no financiamento do comércio correm o risco de dificultar uma recuperação global - impactando as chances de sobrevivência das pequenas empresas.
  • Apesar do aumento precoce das medidas de apoio em resposta ao COVID-19, torna-se necessário um apoio público adicional ao crédito comercial para preparar as condições para uma recuperação económica impulsionada pelo comércio.

Num novo artigo publicado, a ICC estima que serão necessários US $ 5 triliões em capacidade de mercado para regressar a volumes de comércio próximos aos níveis de 2019 em 2021. Com a Organização Mundial do Comércio projetando que os efeitos do COVID-19 poderiam causar a diminuição do comércio de mercadorias em 30% este ano, a ICC alertou que uma rápida recuperação económica só será possível se houver crédito suficiente para aproximar o comércio da sua tendência pré-pandêmica nos próximos 18 meses.

Apesar das impressionantes ações tomadas pelos bancos comerciais e órgãos públicos em resposta à fase inicial da crise, a ICC incentivou os decisores políticos a dimensionar proativamente o apoio às operações de trade finance, para preparar o mercado antes que a demanda retorne à economia global. Para esse fim, a organização empresarial global identificou quatro intervenções prioritárias que, se adequadamente ajustadas, poderiam aumentar imediatamente a capacidade de financiamento - desde a compra em larga escala de ativos comerciais de baixo risco até liberar balanços bancários e fornecer alívio de capital direcionado às transações comerciais sob regras globais de estabilidade financeira, conhecidas como Basel III.

O secretário-geral da ICC John WH Denton AO referiu:

“Vemos o risco de que os impactos do COVID-19 possam compor lacunas de longa data na provisão de trade finance - potencialmente levando a uma escassez crônica do próprio crédito necessário para impulsionar uma rápida recuperação económica. A escala de financiamento necessária para apoiar uma recuperação de 2021 é realmente sem precedentes, com as nossas estimativas sugerindo que serão necessários até US $ 5 triliões para restaurar o comércio de mercadorias próximo ao nível pré-pandêmico. Embora os governos estejam naturalmente focados nas dimensões imediatas da crise do COVID-19, as decisões tomadas nos próximos meses determinarão o formato de qualquer recuperação futura.

“Vemos um forte argumento de que intervenções proativas poderão estimular o mercado de trade finance, antecipando a demanda de retorno à economia global. Tais medidas devem constituir uma parte central dos esforços em curso para ajudar as pequenas empresas a enfrentarem a crise de COVID-19 - dado que o acesso ao crédito comercial com boa relação custo-benefício é uma linha vital para muitos empreendedores. Para alcançar a escala de apoio potencialmente necessária, pedimos aos líderes do G7 que voltem a sua atenção para esta agenda na cimeira virtual do próximo mês.”

A ICC também pediu aos decisores políticos que adotem reformas legais de emergência para evitar atrasos no processamento de produtos de trade finance intermediados por bancos. Com base num memorando anterior para bancos centrais e governos, o novo documento apela a todos os governos a anular imediatamente os requisitos legais para que os documentos comerciais sejam apresentados em papel – devido às dificuldades enfrentadas pelos bancos em manter os colaboradores necessários para processar transações baseadas em papel no contexto de medidas de saúde pública para conter a propagação do vírus.

John Denton acrescentou:

“O COVID-19 expôs a dependência misteriosa dos fluxos comerciais globais face à documentação física. Com a expectativa de que os requisitos de distanciamento social continuem no futuro próximo, é imperativo que os decisores políticos adotem reformas de emergência para permitir que as transações comerciais sejam processadas através de documentos digitais. Atrasos desnecessários no comércio transfronteiriço podem forçar as pequenas empresas na melhor das hipóteses - no ambiente atual elas correm o risco de se tornar fatal. Vários governos - incluindo Argélia e Índia - já demonstraram uma liderança exemplar na retirada de papel do comércio internacional: agora é a hora de outros seguirem o exemplo.”

Consulte a chamada à ação completa: Trade financing and COVID-19.

Consulte: sos.iccwbo.org para obter mais detalhes sobre a campanha global da ICC para "Save Our SMEs".

Veja a notícia completa aqui

Os nossos Membros