A Organização Mundial de Empresas

A ICC apela ao apoio financeiro personalizado para salvar as nossas PMEs

images/icc-covid19-smeowner.jpg

A ICC - representante institucional de mais de 45 milhões de empresas - pediu um aumento da ação para adaptar as medidas de apoio financeiro às necessidades das micro, pequenas e médias empresas (MPME) no contexto da pandemia de COVID-19.

Em carta aberta aos ministros das finanças, o Secretário-geral da ICC John WH Denton AO referiu que, sem intervenções fiscais adequadas e imediatas, uma parcela significativa de MPME poderá não ser capaz de enfrentar a crise da COVID-19 - com possíveis implicações sistémicas para o emprego e o funcionamento das cadeias de suprimentos globais.

Destacando o papel crucial que as MPMEs desempenham no funcionamento da economia global, o apelo à ação da ICC estabelece seis princípios de melhores práticas para salvaguardar a viabilidade das MPMEs, com base na consulta à rede global da ICC em mais de 100 países. Os princípios visam garantir um suporte aprimorado às MPME, aumentando o alcance e a velocidade da implementação de fundos públicos de emergência, com base nas melhores práticas adotadas nos últimos meses por vários governos e instituições internacionais.

“Ajustando a provisão de apoio financeiro pelos canais mais utilizados pelas MPME, os governos podem ajudar a preservar as operações dessas empresas e evitar uma situação cada vez pior de falências e demissões”, escreve John Denton.

A carta aberta faz parte da campanha em curso da ICC “Save our SMEs” e baseia-se numa recente chamada à ação para que os governos adaptem o apoio relacionado ao COVID-19 às necessidades das MPME durante a crise económica atual.

Visite o site Save Our SMEs para saber mais.

Leia a carta aberta aos ministros das finanças.

Os nossos Membros