A Organização Mundial de Empresas

A ICC é a voz das empresas num mundo em constante mudança

images/icc-john-denton-icc-secretary-general-joins-un-global-compact-board.jpg

A ICC tem uma missão hoje mais atual que nunca: ao considerar a economia global como uma força para o crescimento económico, torna-se a voz do mundo empresarial. As economias nacionais estão hoje intimamente ligadas e as decisões governamentais têm repercussões internacionais muito mais fortes do que anteriormente.

De acordo com o Secretário-Geral da ICC, John Denton, desde os anos 30 que o mundo não estava tão perto de uma guerra comercial, graças às ameaças e ações dos últimos meses. O apoio a um sistema comercial baseado em regras multilaterais está no centro da identidade da ICC, e nessa linha mantem-se firme no combate a todas as formas de protecionismo.

Em nome da defesa de um comércio mundial aberto e inclusivo, John Denton tem contribuído para o debate sobre o assunto em várias plataformas, como:

 

- The Financial Times, onde defende a definição de um caminho claro para acabas com as tensões comerciais existentes;

- MSNBC, em cuja intervenção sublinha que o comércio promove o crescimento inclusivo a nível mundial. Afirma ainda que “There is an issue that we are confusing job losses as a consequence of trade or as a consequence of shifts in economic power or from technological advances. Decisions about how you skill people up to confront new realities of new jobs that are being created are domestic issues”. Deixa ainda algumas sugestões para estes desafios mundial, em especial para os Estados, que devem trabalhar com as empresas para melhor adequar as suas políticas e parcerias enquanto resposta ao novo mercado laboral: “I’m genuinely worried about those who are no longer in favour of the open economy. Investing in skills and development is only part of the answer. It also requires looking at what the jobs of the future are, and how you prepare people for lifelong learning to participate in that is not just a government issue. It should obsess businesses everywhere.” (veja a entrevista completa aqui);

- East Asia Forum, em que sublinha a proposta de criar um sistema de comércio multilateral mais moderno (WTO 2.0), sem o qual nenhuma economia coletiva pode progredir devidamente. John Denton não argumenta por uma reforma do sistema comercial mundial, mas uma reforma rumo ao objetivo de libertar o potencial do crescimento económico de modo a alcançar paz e prosperidade para todos. Há ainda muitos aspetos da rotina transacional que não estão regulados por regras internacionais, incluindo as cadeias de valor e os direitos de propriedade intelectual. Os negócios de todo o mundo precisam hoje de uma OMC proativa e capaz de dar respostas realistas, rápidas e eficazes aos desafios mundiais.

- Global Statement, em que reage à proposta US Fair and Reciprocal Tariff Act, dando voz a toda a comunidade empresarial internacional e em nome dos princípios fundamentais que regem a Organização Mundial do Comércio.

- France 24, onde Nikolaus Schultze, Director of Global Policy da ICC, por ocasião da reunião de Donald Trump e Jean-Claude Juncker de 25 de Julho, sublinhando a necessidade de ouvir os utilizadores dos serviços comerciais aquando das reformas e novos acordos, para garantir uma adaptação adequada de organismos como a OMC ao comércio do século XXI – é esse trabalho que a ICC tem concretizado na formulação de soluções.

 

A ICC adapta o seu plano de ação às questões mais prementes do comércio mundial, fiel à sua missão de apoiar as empresas de todo o mundo na sua área de negócio, defendendo os melhores sistemas e acordos comerciais que se sustentem numa economia aberta e progressiva.

 

Sobre a ICC Portugal

A Câmara de Comércio Internacional está representada em Portugal pela sua Delegação Nacional Portuguesa / ICC Portugal, sedeada, desde 1934, nas instalações da Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa, entidade que assume a sua presidência. A Associação Comercial do Porto é a vice-presidente e como vogais da direção figuram atualmente as confederações patronais CIP, CAP e CCP.
Enquanto representante da ICC, a Delegação Nacional Portuguesa disponibiliza aos seus Membros, sem quaisquer encargos e sempre que para tal seja solicitada, o contacto com as diferentes comissões especializadas da ICC bem como o acesso aos documentos e publicações emitidos por estes organismos.
Entre outras atividades, a ICC Portugal organiza periodicamente seminários e ações de formação e é responsável pela distribuição das publicações editadas pela ICC.
Pode ser Membro da ICC Portugal qualquer empresa, associação, pessoa em nome individual ou ainda qualquer organização de carácter local ou nacional que represente os interesses económicos e profissionais dos seus membros.
Para mais informações visite: www.icc-portugal.com.

 

Sobre a Câmara de Comércio Internacional (ICC)

A ICC é a organização mundial de negócios, um órgão representativo que fala com autoridade em nome de empresas de todos os sectores em todas as partes do mundo. A missão fundamental da ICC é promover o comércio e investimento além-fronteiras e o sistema de comércio multilateral, bem como ajudar as empresas a enfrentar os desafios e oportunidades da globalização. A ICC trabalha em estreita colaboração com as Nações Unidas, a Organização Mundial do Comércio e fóruns intergovernamentais, incluindo o G20. A ICC foi fundada em 1919 e tem hoje centenas de milhares de empresas e associações membros de 120 países.
Para mais informações visite: www.iccwbo.org.

 

Descarregue o press release aqui.

Os nossos Membros